destaque

Cidadonos contam os segredos para uma boa mobilização!

A palavra MOBILIZAÇÃO foi utilizada pela primeira vez em um contexto militar, para descrever a preparação do exército prussiano (de um antigo Estado da Alemanha) durante os anos de 1850 e 1860. Com o passar do tempo o significado passou a ser mais abrangente e usado em várias situações, mas ainda é sinônimo de organização em prol de uma causa, uma campanha.

É esse o espírito do concurso Cidadonos, que em poucos meses chegou a marca de 2835 participantes e 607 propostas para melhorar Jundiaí. Já imaginou o que aconteceria se todas essas pessoas pudessem participar das sessões da Câmara Municipal?

Felipe Sutti, um dos jovens mobilizadores do Cidadonos

Felipe Sutti, um dos jovens mobilizadores do Cidadonos

Muitos são os sonhos dos jundiaienses, e boa parte deles tem a mesma opinião quanto a importância do concurso e como ele vem criando um clima de transformação. “O Concurso Cidadonos tem levado a discussão propostas relevantes para melhorar a cidade, conseguindo alcançar toda a sociedade, fazendo-nos pensar e principalmente participar” defende Gerson Sartori, cidadão participante cuja proposta (Bilhete Único) já alcançou os 251 apoios. Além de suas conversas com a população, o ex-vereador diz que também tem recorrido às redes sociais como meio de divulgação de sua proposta a favor da implantação do Bilhete Único.

Felipe Sutti, assim como os demais alunos que fazem parte do Diretório Acadêmico de Psicologia da Unianchieta, tem usado intensamente as redes sociais, como facebook e twitter, para divulgar a proposta “Contratação de um psicólogo escolar por unidade de ensino.” Segundo Felipe, “O Cidadonos inaugura um novo jeito de fazer política. Um jeito que une cidadãos em torno de propostas. No Cidadonos não se faz política contra ou a favor de partidos políticos, faz-se política a favor das necessidades reais das pessoas”, comenta Felipe.

Alunos do curso de Psicologia da faculdade Padre Anchieta

Alunos do curso de Psicologia da faculdade Padre Anchieta

E quando o assunto é MOBILIZAÇÃO, os participantes têm tirado de letra. Um bom exemplo é a proposta ”Leis de Incentivo a Cultura”, que já conta com 220 apoios, 74 comentários e 38 seguidores, e que sem muitos esforços conquista a cada dia mais apoiadores. Valéria Ballas, autora da proposta no portal do concurso, conta que tanta visibilidade para a questão se deve aos próprios jundiaienses, “Como toda população de nossa cidade anseia muito por ter mais acesso a cultura, acredito que várias pessoas que apoiaram a proposta acabaram divulgando de várias formas, através do twitter e do facebook”, diz ela. “O melhor exemplo é Tom Nando, cantor da cidade e um dos animadores deste debate. Tem falado e defendido esta proposta eu apenas registrei no portal”, revela Valéria.

O Cidadonos tem se tornado, de fato, uma maneira interessante de debater publicamente as questões da cidade. A meta principal do concurso é que os cidadãos se sintam capazes e influenciem nas decisões políticas municipais. A internet e as redes podem ser hoje uma grande ferramenta de transformação social; a webcidadania nos mostra cada vez mais que a MOBILIZAÇÃO não se restringe ao ambiente virtual.

Categories: Concursos de Ideias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *